quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Ultima Prova e Encerramento

Além da atividade de planadores, o local tem piscina, quadra de tênis e futebol

Na última prova, o Brasil não foi tão bem assim, a esperança era ganhar os menos de 100 pontos que separavam os primeiros colocados Argentinos na Classe A e B, porém o dia não foi tão generoso conosco, e os Alfajores conseguiram levar o primeiro lugar em ambas as classes. O final do dia foi meio complicado, tivemos que novamente voar mais lento, pois grandes áreas azuis novamente se abriram. Eu e Jafet voamos inicialmente bem veloz, mas no final do vôo tivemos um pouco de dificuldade de enfrentar a nova situação, o solo em algumas regiões estava bem encharcado pelas chuvas dos dias anteriores.

Mario Reynoso e Schmidt já com o troféu de segundo lugar

A cerimônia de encerramento foi muito bem organizada, aliás impressionou mesmo, no hangar principal do aeroclube, mais de 400 pessoas sentaram-se entre locais e habitantes da pequena Chaves (ou seja quase 10% da cidade de 7000 habitantes lá estava...).

Não é um encontro de jogadores de ping-pong é o encerramento cheio de volovelistas !

Jantar com churrasco, empanadas, salada, vinho e bebida a vontade por apenas 32 Pesos (R$18). Música ao vivo, Tango Argentino bem meloso além de uma dupla dançando ao vivo. Muitos discursos, do presidente da FAVAV, do Aeroclube, autoridades locais, Fuerza Aérea e até das delegações estrangeiras, que foram chamadas uma a uma, para darem o seu depoimento. A nossa foi ovacionada, como a maior e mais animada.

Tango em grande estilo, ao vivo e a cores !

Entregaram diplomas para todos os pilotos melhor colocados (do 4 ao 10). Além dos troféus para o pódio de cada classe. Houve troféu para o piloto mais velho, mais novo, que mais pousou fora da pista, e assim por diante.

Pódio do Campeonato Sul Americano
Jafet, Fassi, Del Fabro - Adrover, Schmidt, Widmer

Banhos de champagne não faltaram mesmo, até o Jafet que pretendia beber toda a garrafa com a Raquel, deixou de lado a idéia e entrou na bagunça molhando todos. Já a molecada Brasileira “los chicos de Brasil” , resolveu se armar com as garrafas de água tipo soda para molhar todos que estavam no pódio. O clima foi muito bom, pena que Lorenzini e Galvão foram embora cedo, tomaram o ônibus da meia noite para Buenos Aires. Saí da festa as 2 da manhã, mas ela continuou por mais algum tempo.

Pódio do Campeonato Argentino Classe B - Adrover, Crego, Damian

A comemoração foi geral, o Brasil apesar da boa quantidade de pilotos teve 3 pódios, o que foi um excelente resultado se pensarmos que tínhamos apenas 8 competidores vs. as dezenas de Argentinos com total conhecimento da região.

Jafet, Schmidt e Widmer com a medalha FAI

Esportivamente, dentro da complicada meteorologia, o campeonato foi bom, provas bem montadas, 2 dias foram curtos demais para a Classe A, em um dia mais da metade dos planadores da A pousou fora, e da B, apenas um planador conseguiu chegar.

Jantar de encerramento

Um dia tivemos a prova cancelada já com quase 40 planadores em vôo, decisão acertada, noutro dia tivemos outro prova cancelada que talvez no mundial seria mantida. Um pouco caótica a operação dos rebocadores com certeza poderia ser melhorada um pouco, talvez adotando-se reboque simultâneo em 2 pistas paralelas, pois o lançamento levava mais de 75 minutos.

Egon e Julieta felizes na ultima noite em Chaves

A pesagem não foi efetuada, o que continua sendo um taboo junto com os Argentinos, mas quem sabe no futuro isso mude. Parece que nos próximos campeonatos a organização da parte esportiva (pontos e operações) será da FAVAV e não mais do aeroclube local. Os Argentinos estão extremamente empenhados em solicitar a FAI a organização do Mundial de 2012, com apoio do Brasil e Chile. A todos interessados, preparem-se !!!!!!

Um comentário:

Lucas Pirolla disse...

nossa... MUITO legal!!!!!!!